Solucionática

Blog coletivo para compilação de jogos/atividades/problemas/exercícios e algumas elucubrações teóricas sobre Psicologia Cognitiva

Sunday, June 18, 2006

DETETIVE

Descrição:

Tudo começa na mansão de um rico industrial, DR. Pessoa, a vítima do crime. Como um verdadeiro Sherlock, você está lá. Só que além de detetive, você também é um dos suspeito! Para chegar cada vez mais perto da solução deste mistério, vá entrando com seu peão nos possíveis locais do crime e dando palpites sobre o culpado e arma usada. Teria sido o coronel Mostarda, na biblioteca com um inocente castiçal? Se um dos adversários mostrar uma carta com um desses elementos, você seguiu uma pista falsa... por isso faça suas anotações para juntar as provas contra o culpado . E atenção, porque os outros detetives e até o criminoso estão de olho em você. Depois de eliminar alguns palpites e ter certeza da solução do crime, faça sua acusação! Abra o envelope confidencial e veja as 3 cartas . Elas vão provar se sua acusação é falsa ou verdadeira. Se estiver certa você ganhou, Mas se for falsa, você é eliminado do jogo!

Quem solucionar o crime , descobrindo o culpado, a arma usada e apontar one o crime foi cometido, conforme as cartas no envelope confidencial, é um verdadeiro Sherlock, ganha o jogo.

Participantes: 3 à 6 jogadores, a partir de 8 anos

Elucubrações teóricas:

Esse é um problema que depende da inteligência cristalizada (conhecimentos prévios) para chegar-se à resolução.(Cattell, 1971), e também está envolvida a teoria triárquica da inteligência, em que as capacidades analíticas, criativas e práticas estão incluídas .

No pensamento analítico, tentamos resolver problemas conhecidos, usando estratégias que manipulem os elementos de um problema ou as relações entre outros elementos. O pensamento criativo, tentamos resolver novos tipos de problemas que nos exijam ponderar o problema e seus elementos em uma nova maneira. No pensamento prático tentamos resolver os problemas que apliquem o que sabemos aos contextos cotidianos (Sternberg, 2000).

Elaborado por:

Janaína

Márcia

Kelly

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home